Foi-se o tempo em que o investimento em irrigação automatizada no jardim era um artigo de luxo. Pelo contrário, com novas tecnologias este recurso se tornou muito mais acessível, além disso a irrigação pode ser vista como uma forma de economia a longo prazo.

Para ajudar paisagistas e seus clientes a entenderem esta equação, fizemos algumas perguntas para um especialista da Rain Bird, marca referência no assunto no mundo. Confira as respostas:

Por que investir na irrigação automatizada?

Por vários motivos. Podemos começar pela sustentabilidade e economia. Você já parou para pensar quantos litros uma torneira aberta consume? São 16 litros por minuto! Esse número assusta, principalmente se pensarmos em jardins grandes, que são irrigados com mangueira.

Mas não são só os números que precisam entrar na conta. O processo de irrigação está relacionado com a “cultura da irrigação”. Um olhar necessário para o cuidado com o jardim e com as plantas, que são seres vivos, e assim como nós precisam de água na medida certa para viver bem.

A automação bem planejada e executada ajuda a controlar frequência, horário, volume de água, pressão, e até mesmo que a planta receba água no local certo. Uma garantia de que o processo vai acontecer da melhor forma. O que consequentemente aumenta a chance de sucesso do jardim.

Quais são os maiores problemas de um jardim sem irrigação automatizada?

Imagine que você colocou vários registros em pontos diferente do jardim para fazer a irrigação manual. Ai todos os dias você precisa conectar sua mangueira nestes registros e calcular o tempo que cada uma deve ficar aberta. Além disto você vai precisar de uma agenda para anotar a hora que vai molhar, a quantidade de água para cada parte do seu paisagismo…

Esta seria uma forma “manual” de controlar a irrigação levando em conta alguns dos fatores que mencionamos na resposta acima. Mas o que acontece na prática é diferente, muitas vezes a irrigação é terceirizada para algum ajudante, nem sempre acontece na medida certa ou no melhor horário.

Resultado, água de mais ou de menos, sendo aplicada de forma inadequada.

Um jardim pode morrer lentamente se mal irrigado?

Já falamos aqui, um jardim mal irrigado pode matar a planta, por excesso ou por falta de água e em alguns casos a planta demora para manifestar externamente. Além disso, muitas vezes o cliente demora para perceber que tem algo errado.

Até que chega o dia em que ele manda uma foto dizendo que tem algo errado com a planta, e quando você vai investigar detecta que a causa foi irrigação inadequada.

Isso sem contar com os casos em que as plantas não recebem água como deveriam, continuam vivas, mas feias e “capengas”, impedindo que o jardim se desenvolva como foi pensado no projeto.

Existe uma conta que mostre o prejuízo de não ter um jardim com irrigação na medida certa?

Dependendo do tipo de planta, da área e do perfil do projeto que está sendo criado a irrigação automatizada pode variar entre 30% e 50% do custo da execução do projeto de paisagismo. Outro valor de referência é em relação ao custo da construção da casa, o projeto de irrigação pode chegar a 2%.

Este custo se pega ao longo do tempo, com um retorno do investimento de aproximadamente dois anos.

Soma-se a estas referências os custos que podem ser agregados quando o cliente escolhe não investir:

  1.  Necessidade de troca de planta (muito comum no início do projeto – pouco tempo depois da implantação);
  2. Desperdício de água;
  3. Gasto de tempo ou custo com mão de obra para fazer a irrigação;
  4. Disponibilidade para fazer a irrigação no horário ideal;

Qual a relação da irrigação automatizada no jardim e a sustentabilidade?

O uso inteligente da água. Estamos diante de uma crise de distribuição da água e temos que aprender a otimizar o seu uso.

Para a Rain Bird este é um compromisso, que nasceu de um tratado escrito em um momento de grande escassez de água na Califórnia. Uma filosofia que está se tornando mundial, ampliando conceitos de sustentabilidade, reuso de água e aproveitamento de água.


DICA: Trabalha na área e quer entender um pouco mais sobre o assunto? Te indicamos alguns conteúdos:

  • O artigo “Irrigação automatizada no paisagismo” explica alguns conceitos básicos mas super importantes sobre irrigação que todo paisagista precisa saber!
  • Papo Online “Como explicar para o cliente a importância da irrigação automatizada” – O Papo Online são conversas que promovemos com especialistas em temas do universo do Paisagismo. Todos os encontros são gravados e disponibilizados na Área de Assinantes do nosso Portal. Para assistir esse tema e vários outros que já rolaram, faça sua assinatura aqui.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos:

Deixe uma resposta