NOME CIENTÍFICO:  Tabebuia roseoalba ou Hodroanthus roseoalbus

DESCRIÇÃO: Além de ter esse ótimo apelo para ser usado no paisagismo, vale destacar que suas raízes não são agressivas e que o seu porte mediano também favorece o seu amplo uso.
Podendo ser aproveitado para ornamentar uma grande variedade de jardins, seja ele residencial, comercial, industrial, parques, etc…
Vale também lembrar que o Ipê branco mantém suas folhas durante o verão, ajudando assim na projeção de sombra e sensação de frescor, e perde as suas folhas no final do inverno, permitindo desta forma a maior incidência de entrada de luz e calor, momento no qual dá início à sua florada.

CURIOSIDADE: O nome Ipê se origina da língua indígena que significa casca dura e os índios utilizavam a madeira dessas árvores para fazerem os seus arcos de caça e defesa. 

O Ipê branco também é considerado uma PANC (Plantas alimentícias não convencionais), ou seja é uma árvore comestível!!
Quem imaginaria fazer um aperitivo com as flores do Ipê branco?!
Da sua bela inflorescência, além de admirá-la podemos também consumir suas flores cruas, salteadas, refogadas e ou até empanadas!! 
Vale a pena experimentar! Mas temos que aproveitar este banquete rápido, já que a sua florada não é tão duradoura.
Aproveite todas as suas vantagens para projetar um belo jardim. Sucesso!!

COLABORADORA: Patricia Foroni / www.oficinadopaisagista.com.br

Compartilhe este conteúdo com seus amigos:

Deixe uma resposta