Falar sobre nutrição de plantas, nem sempre é fácil. Sabemos que muitos paisagistas e jardineiros, não gostam desse tema, e querem “fugir” quando o assunto é adubação.

Várias fórmulas e cálculos químicos já vem à cabeça, e muitos se perguntam por onde começar?

Mas a adubação não precisa ser complicada, você só precisa encontrar um produto, que forneça as informações de forma clara e com recomendações fáceis.

E pessoal, é impossível falar de plantas e jardins, sem falar de nutrição, ok?

Por isso conversamos com um Engenheiro Agrônomo da Yoorin Fertilizantes, marca líder no mercado de fertilizantes diferenciados e premium do Brasil, sobre os principais aspectos de nutrição.

Como é feita a nutrição das plantas?

O fertilizante, que também é conhecido como adubo, é o alimento da planta. Ele irá fornecer todos os nutrientes essenciais para a planta se desenvolver de forma saudável.

Aqui, muitos podem se perguntar, por que a planta precisa de fertilizantes, se já existem nutrientes no solo.

Mas é bem simples, na verdade, a quantidade de nutrientes no solo brasileiro, é insuficiente para o pleno desenvolvimento vegetal.

Além disso, mesmo que o nutriente esteja no solo, ele pode não estar disponível para a planta. Mas e o que isso significa? A planta só consegue absorver os nutrientes que estão solúveis, por suas raízes.

Então os fertilizantes são nutrientes, que se tornam solúveis para as plantas? Isso mesmo, mas há uma diferença entre os fertilizantes convencionais e os fertilizantes de liberação gradual.

Os fertilizantes convencionais normalmente são solúveis em água, o que não é o ideal para a planta, pois todos os nutrientes são liberados de uma só vez, gerando uma “sobrecarga” nutricional.

Além disso, a chuva e a irrigação podem “lavar” parte desses nutrientes, e você pode acabar perdendo parte da sua adubação.

Por isso o ideal é usar fertilizantes inteligentes e sustentáveis, que são liberados gradualmente, conforme a necessidade da planta, e que não são solúveis em água, mas sim nos ácidos fracos naturais que são liberados por suas raízes, a cada vez que ela precisa se alimentar.

Qual a importância de uma nutrição adequada?

A planta, assim como o ser humano, precisa de uma nutrição equilibrada, para aumentar a sua imunidade contra pragas e doenças, e para ter um aspecto bonito e vigoroso, com cores mais intensas e vívidas.

Por isso é fundamental que você forneça todos os nutrientes essenciais para que a planta cresça saudável.

Sem uma nutrição adequada as plantas podem ter diversos problemas como: problemas de crescimento, redução do número de folhas e flores; folhas amareladas; folhas esbranquiçadas, plantas com folhas necrosadas, má formação de brotos, má formação de frutos; redução da imunidade a pragas e doenças etc.

Por isso os fertilizantes são essenciais e devem ser aplicados com frequência, pois eles complementam a nutrição do seu jardim, para que ele fique saudável e bonito.

E quais são macros e micros elementos essenciais para a planta?

Macros: Nitrogênio (N), Fósforo (P), Potássio (K), Cálcio(Ca), Magnésio (Mg), Enxofre (S)

Micros: Cobre (Cu), Manganês (Mn), Boro (B), Ferro (Fe), Zinco (Zn), Molibdênio (Mo), Níquel (Ni), Cloro (Cl)

E não vamos esquecer do silício, que é um elemento benéfico, muito importante no combate natural a pragas e doenças, e que reforça o tecido vegetal da planta, deixando-a mais ereta.

Importância do Nitrogênio, Fósforo e Potássio

Em uma linguagem clara e simples, e sem falar de química ou física, vamos explicar a importância dos nutrientes NPK para as plantas.

O nitrogênio é o nutriente responsável por aumentar o número de folhas, e por deixá-las maiores, além disso, faz com que o verde fique mais intenso.

Sintomas visuais de deficiência de nitrogênio em gengibre ornamental: aspecto geral da parte aérea da planta sob deficiência (esquerda) comparada com planta do tratamento completo (direita). UFLA, Lavras, MG, 2011.

Já o fósforo contribui para o desenvolvimento de raízes e para o crescimento dos brotos.

Sintomas visuais de deficiência de fósforo em gengibre ornamental: detalhe da haste sintomática. UFLA, Lavras, MG, 2011.

E o potássio favorece o enchimento dos grãos e sementes, contribui para a formação dos frutos e aumenta o BRIX (açúcar) das frutas.

Sintomas visuais de deficiência de potássio em gengibre ornamental: detalhe da haste sintomática. UFLA, Lavras, MG, 2011.

A formulação NPK é a melhor?

A formulação NPK é a mais completa, mas não é indicada para todos os momentos ou cultivos, como é o caso dos cultivos orgânicos.

Existem muitas formulações NPK no mercado, mas é importante escolher produtos diferenciados, com uma composição mais sustentável e que tenham tradição no mercado de grandes cultivos, pois esses produtos realmente irão entregar uma nutrição premium para as suas plantas.

E mesmo que você aplique um fertilizante NPK, que é mais completo, é interessante aplicar, também, fontes adicionais de fósforo e potássio, que irão complementar a sua adubação e o resultado será excelente.

A adubação só com o substrato é suficiente?

O substrato é muito utilizado, porque garante o equilíbrio do solo e um ambiente propício para o desenvolvimento da planta, pois é benéfico para os microrganismos e para a vegetação.

Mas todos os substratos, mesmo aqueles que são ricos em matéria orgânica, normalmente não possuem as quantidades necessárias dos nutrientes essenciais para a planta, por isso sempre será necessário adicionar fertilizantes a sua mistura de substrato.

Como falamos, a dose adequada de nutrientes, é a principal responsável pelo crescimento saudável, e evitará problemas futuros.

Qualquer fertilizante pode ser adicionado ao substrato? Pensando na microbiota do solo, é importante adicionar fertilizantes que são sustentáveis e orgânicos, que também irão contribuir para o aumento desse equilíbrio e que não irão prejudicar as raízes das plantas.

Como posso fazer a correção do solo?

Como falamos anteriormente, o solo não possui todos os nutrientes de que a planta precisa, por isso é fundamental acrescentar os nutrientes que são necessários para o desenvolvimento das plantas.

Por isso é comum fazer uma análise de solo, com a coleta de amostras com 20cm de profundidade em locais diferentes da área a ser adubada.

Mas como a Linha Garden da Yoorin é sustentável e foi criada para descomplicar a nutrição de plantas, você pode usar os nossos produtos para corrigir o seu solo. Com o uso de Linha Garden da Yoorin, você vai garantir uma nutrição super premium para os jardins, vasos, hortas, gramados e pomares.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos:

Deixe aqui seu comentário!