NOME CIENTÍFICO: Clusia fluminensis

DESCRIÇÃO: 
Uma arvoreta que pode ser podada e cultivada como arbusto, formando lindas cercas vivas, de folhas grossas e brilhantes, em formato de gota e de crescimento rápido.
Entre a primavera e verão nos presenteia com lindas e delicadas flores brancas que atraem abelhas e pássaros.
É brasileiríssima, nativa do litoral do Rio de Janeiro e São Paulo, por isso se desenvolve muito bem em solos arenosos e salinos, à pleno sol.
A versão Variegata também é puro charme…

CURIOSIDADE: 
É uma planta muito resistente à pragas devido à presença de Tanino, uma substância orgânica, encontrada na parte externa de várias outras plantas e que atua como mecanismo de defesa porque tem um gosto amargo e causa aquela sensação de “amarrar na boca”, como dizemos ao comer caju, por exemplo.
Também funciona como “repelente” natural de raízes, impedindo que trepadeiras e epífitas se agarrem ao caule da Clúsia.
Portanto as pragas e os predadores preferem ficar bem longe dela…

COLABORADORA: Jacqueline Frois / @jacquefroispaisagismo

Compartilhe este conteúdo com seus amigos:

Deixe uma resposta